Ex-ateu confessa: “Por muito tempo a comédia foi minha religião“

05/02/2019

O conceito de religião ganhou uma nova definição, após o testemunho do comediante e agora ex-ateu Michael Ray Kingsbury. Ele contou que na maior parte da sua vida ignorou a existência de Deus e, sem querer aceitar a verdade sobre Cristo, transformou a comédia em sua fonte particular de idolatria.

“Por muito tempo a comédia foi minha religião”, disse Michael, reconhecendo que fez do seu trabalho como comediante um meio de sustentação emocional diante das questões mais complexas da vida, o que por anos lhe deixou espiritualmente cego.

Quando lhe falavam de Deus, Michael não conseguia aceitar o fato de ter que viver para Ele, tornando-O a coisa mais importante acima de tudo. Por isso, a passagem de Mateus 10:27 sempre lhe pareceu muito incômoda. Ela diz: “Quem ama o pai ou a mãe mais do que a mim não é digno de mim”.

“Eu fecharia a Bíblia e iria embora”, disse Michael, se referindo a passagem. “A verdade é que eu estava desconfortável com o conceito de fazer de Deus a coisa mais importante da minha vida – mais importante do que seu cônjuge, seu filho, seu cachorro ou seu Xbox”.

“Esse tipo de pensamento era amaldiçoado para mim. Eu estava bem convicto sobre o meu objetivo na vida: eu queria ser um comediante”, disse ele, segundo informações do Christian Today.

Contudo, o falecimento de um amigo muito próximo foi o gatilho de que Michael precisava para enxergar a vida sem as lentes da comédia, mas pela perspectiva da finitude humana e o destino da alma após a morte.

“Eu não tinha ideia se ele acreditava em Deus ou se já havia se perguntado o que acontece depois que morremos. Me incomodou nunca ter passado pela minha cabeça fazer essas perguntas. E me incomodou ver que a comédia parecia não ter nenhuma resposta”, explica Michael.

O comediante então resolveu pensar por outra perspectiva e decidiu ler a Bíblia. Ele viu que aos poucos seu comportamento foi mudando para melhor, e permaneceu assim até hoje, crente de que Deus é real em sua vida.

“Eu estava estacionado em uma praça de compras quando decidi tentar olhar as coisas do ponto de vista cristão: ‘Se existe um Deus, e Ele é onisciente e todo amoroso, então Ele saberia tudo sobre mim, e eu encontraria satisfação final nEle, e esse relacionamento afetaria todos os relacionamentos da minha vida de uma maneira positiva”, disse ele.

Projeto social de Igreja Batista vira reportagem na Globo e emociona r

05/02/2019

A afiliada da TV Globo na Paraíba exibiu no último dia 31 de janeiro uma reportagem sobre o projeto “Missão Braços Abertos”, coordenado pelos pastores da Primeira Igreja Batista (PIB) em Igapó, de Natal (RN) e da Igreja Batista Braços Abertos, em João Pessoa (PB).

A matéria destacou a importância das igrejas no combate à dependência química e a transformação de vida dos ex-usuários de drogas. Com mais de 11 minutos, a reportagem foi apresentada pela jornalista Patrícia Rocha e exibida no telejornal Bom Dia Paraíba.

A apresentadora visitou a unidade da Missão Braços Abertos localizada em Santa Rita, onde fica a maior parte dos dependentes químicos durante o período de desintoxicação, em um sítio isolado.

“Jesus parou a lama para mim”, diz sobrevivente da tragédia em Brumadi

05/02/2019

A tragédia de Brumadinho vem proporcionando uma oportunidade para os sobreviventes testemunharem suas experiências de livramento. O operador mantenedor mecânico Marco Antônio Ribeiro, 39 anos, relatou os momentos de desespero no momento da fuga e afirmou crer que sua vida é fruto de um milagre.

Ribeiro viu de perto o tsunami de lama após o rompimento da barragem pois havia acabado de almoçar e deixar o refeitório. Ele aguardava o final de seu horário de almoço em um quiosque ao lado do setor que foi destruído e arrastado pela lama.

“Eu estava sentado, do lado de fora do restaurante, no quiosque, quando ouvi um barulho de mar e vi uma pessoa correndo. Nisso outras quatro [pessoas] que estavam comigo também começaram a correr”, relembrou Ribeiro, em entrevista ao portal O Tempo.

Quando se deu conta do que estava acontecendo, ele começou a correr em direção à portaria, com a esperança de se salvar. Nessa luta pela vida, caiu ao menos duas vezes: “Na segunda vez, eu levantei e eu olhei para um amigo que também tinha caído. Ele tentava levantar, mas desanimou. Foi quando olhei para trás e a lama estava parada. Eu creio que Jesus parou a lama para mim”, contou.

Uma fração de segundos depois, o mecânico ouviu alguém gritando “caminhonete, corre!”. Eram funcionários que também estavam fugindo da onda de lama e pararam para ajudá-lo: “Isso me deu ânimo para correr”, disse.

Sem olhar para trás, fixou o olhar no veículo parado próximo à portaria do local e correu em sua direção. Ao se aproximar, pulou e ficou com o tronco dentro da carroceria e as pernas para o lado de fora: “Eu saí dependurado na caminhonete, segurando a perna de uma pessoa. Passamos em quebra mola correndo, desesperados. Eu contando agora parece que foi fácil, mas foram questões de segundos. Foi um milagre”, define Ribeiro.

A caminhonete transportava cerca de 12 pessoas, com pelo menos cinco na cabine, só parou após chegar a um local que o grupo considerou seguro: “Lá eu tentei acalmar os ânimos das pessoas. Tinha gente querendo ir embora, ver os filhos e eu pedia calma. Nisso todo mundo fez uma roda e fizemos uma oração com todo mundo no mesmo propósito: agradecer a Deus pela vida”.

“Deus fez tudo perfeito para que a gente fosse salvo”, agradeceu Ribeiro, que fez parte de um dos primeiros grupos a serem localizados e resgatados pelo Corpo de Bombeiros.

Aplicativos


 Locutor no Ar

AutoDJ

Piloto Automático

Peça Sua Música

Name:
E-mail:
Seu Pedido:


Top 5

01.

teste1

Eleanor Rigby

02.

teste2

Só Hoje

03.

teste3

Casa do pai

04.

Anderson Freire

Acalma o meu coração

05.

teste5

Pássaro de Fogo

Anunciantes